8 Junho, 2012
Administração do Instituto de Oftalmologia Gama Pinto informou os trabalhadores de que a instituição seria integrada no Hospital de Santa Maria. O SEP, Sindicato dos trabalhadores da função pública do sul e Açores e Sindicato Médicos Zona Sul, intervêm no sentido de averiguar qual a situação futura destes trabalhadores.

 

O Instituto de Oftalmologia Gama Pinto (IOGP) é um hospital central monovalente da área da oftalmologia que funciona há mais de 120 anos e constitui uma referência nacional e internacional. A 25 de Maio a Administração informou os trabalhadores de que a instituição seria integrada no Hospital de Santa Maria (HSM).

A primeira preocupação que se levanta é saber como se transfere e o que se transfere e qual o futuro dos trabalhadores desta instituição, especialmente num cenário, em que foi recentemente, noticiado pela comunicação social, os graves
problemas de gestão, com que se debate, o HSM, face aos cortes impostos pela Troika e o Ministério da Saúde.

Não compreendemos como se pretende agregar ao HSM (EPE) uma instituição do Sector Público Administrativo (SPA) com uma situação financeira regularizada.

O IOGP está incluído na Rede Nacional de Referenciação em oftalmologia e articula‐se diretamente com uma área geográfica que abrange mais de 660.000 utentes, abrange ainda o distrito de Lisboa e Santarém e recebe doentes de
vários pontos do país.

Este instituto é constituído por Consultas Externas, Internamento e Bloco Operatório (BO), onde se realizam consultas externas que se dividem em especialidades médicas, de Enfermagem e de Psicologia, intervenções cirúrgicas, episódios
de internamento e Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica. Existem 9 camas de internamento e 4 salas de BO (3 delas de cirurgia ambulatória) e o quadro de pessoal é preenchido por 122 trabalhadores.

É de realçar que aqui funciona uma equipa de cirurgia Vitreorretiniana, dirigida às patologias que levam à cegueira, que respondem atempadamente a todas as situações, sendo uma das reais urgências em Oftalmologia.

O IOGP contém equipas de profissionais qualificadas e especializadas, um conjunto de instalações modernas (tendo mesmo as salas de BO sido remodeladas em 2010), aposta na inovação tecnológica, o que lhe confere um grande grau
de diferenciação nas suas intervenções e um estatuto de especialização nos problemas visuais.

Este é um local com grande capacidade formativa na área oftalmológica, nomeadamente ao nível do Internato Complementar de Oftalmologia, da formação de ortoptistas e de apoio a estágios de especialistas nacionais e estrangeiros. É ainda conhecido pelo desenvolvimento de Investigação Clínica enquanto membro integrante e certificado pelo European Vision Institute EEIG Clinical Trials.

O envelhecimento da população portuguesa e a crise que agrava as condições de vida dos portugueses, proporcionarão o crescimento das doenças crónicas, nomeadamente a diabetes, aumentando as necessidades e a procura de cuidados
diferenciados de oftalmologia, ao qual este instituto dá hoje resposta.

O possível desmantelamento desta importante unidade de saúde significaria mais um atentado ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) que privilegiaria os grupos económicos que detêm instalações de saúde privadas, colocando em causa o
acesso da população aos cuidados de saúde, particularmente os idosos.

Os sindicatos subscritores convidam os Srs. jornalistas a participarem na Concentração Pela Manutenção do Instituto de Oftalmologia Gama Pinto, dia 6 de Junho, às 17 horas, no Rossio.

 

Nota enviada à Comunicação Social em 8 de junho de 2012.