24 Abril, 2021
#fartosderetórica

 

“estou com um contrato individual de trabalho desde 2002 e ainda ganho pela primeira posição da tabela”

“trabalho há mais de 20 anos e ganho o mesmo que um recém-licenciado”

“mudei para os 1201,48€ em 2013 e só contam pontos a partir daí, mas trabalho desde 2004. São 13,5 pontos que não contaram. É um escalão a menos para o resto minha vida!”

“não me avaliaram como era seu dever, e, agora, até 2014 retiram-me vários pontos”

“sou especialista, já ocupei a categoria numa carreira anterior, mas agora não me reconhecem a formação”

“estou a frequentar um curso de especialização mas, quando acabar, nada receberei pelo exercício de competências específicas”

“sou enfermeiro chefe há 17 anos. Fui integrado na categoria de enfermeiro gestor, mas esse tempo não conta para a minha futura mudança de posição remuneratória”

“fiz 5 concursos para ocupar a categoria de Supervisor. Agora, ‘descategorizaram-me’ para gestor e querem que faça novo concurso para funções de supervisão”

“estive na linha da frente do combate à pandemia mas não recebi o prémio Covid-19 nem o subsídio de risco”

“estou sujeito ao risco porque decorre da natureza da minha profissão. Qual a dificuldade em o reconhecerem?”

“trabalho por turnos, com dotações abaixo do recomendável, com obrigatoriedade de trabalhar até ao 66 anos e…. tudo isto acrescenta penosidade. Tem que ser compensada”

“estou a desempenhar funções permanentes há vários anos com um contrato precário, de substituição”

“fui admitido com um contrato de 4+4 meses para combater a pandemia. O retorno do meu esforço é ser descartado”.

“tenho um CIT e menos férias que os meus colegas com CTFP”

“tinha um contrato com vínculo precário e engravidei, fui descartada”

“fui mãe e dificultam o gozo das horas de amamentação”

“sou trabalhador-estudante e dificultam o gozo do estatuto”

“estou a tirar a especialidade, mas quando concorrer e entrar para a categoria não recebo mais por isso”

“tenho dezenas de feriados em dívida e centenas de horas acumuladas que foram “zeradas”

 

Cada enfermeiro deste país exige soluções urgentes para os seus problemas e os problemas desta profissão.

Participa na manifestação de 12 de maio!

Organizamos transporte: contacta a tua Delegação.

 

SEP | Manifestação Dia Internacional do Enfermeiro