3 Novembro, 2017
Novo contrato coletivo de trabalho para as Instituições de Solidariedade Social
Assinámos a 6 de setembro a revisão do Contrato Coletivo de Trabalho para os enfermeiros que exercem funções nas Instituições de Solidariedade Social representadas pela Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS).

 

O Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) passará a ter a designação de CNIS/FEPCES e outros, publicado no Boletim de Trabalho e Emprego (BTE) n.º39 de 22/10/2017.

A CNIS representa mais de 3.000 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e algumas Misericórdias.

Os efeitos remuneratórios para os sócios do SEP têm retroatividade a 1 de julho de 2017. 

O reposicionamento nos novos escalões remuneratórios e na nova estrutura de carreira têm efeitos desde 1 de julho de 2017.

A exigência de aplicação do novo Contrato Coletivo de Trabalho depende de todos nós. Se tens dúvidas sobre a sua aplicabilidade, datas e matérias relacionadas com retroatividade, entre outras, contacta-nos diretamente através do dirigente responsável, Jorge Rebelo, ou através dos dirigentes do SEP da tua região.

Na sequência desse contacto, agendaremos uma visita ao teu local de trabalho.

Desta forma ficarás a saber em detalhe o conteúdo do Contrato Coletivo de Trabalho agora assinado, incluindo que as 35 horas semanais se mantêm e quais as alterações introduzidas na organização do tempo de trabalho dos enfermeiros.